Projeto Aprender

O PROJETO APRENDER é  destinado a crianças e jovens com bloqueios cognitivos e emocionais. Nossa proposta é educar emocionalmente e socialmente e melhorar os traumas causados pela violência que levam a dificuldades de aprendizado.

Pretendemos exercitar com as crianças e jovens a melhoria do desempenho, o sentido prático, a lógica, aumenta a velocidade de armazenamento de informação e competência nas múltiplas tarefas e desafios presentes e futuros.

As crianças e jovens recebem atenção individual nessa caminhada para enfrentar múltiplos problemas de aprendizado e bloqueios na cognição.

Nossa intenção é melhorar  auta estima e a qualidade de vida de nossos alunos para que realmente os mesmos se sintam membros atuantes de nossa sociedade

OBJETIVO GERAL

O PROJETO APRENDER  é uma guarida para as crianças Da comunidade do Jardim Pinheirinho e adjacências, este atenderá a  principio 15 crianças e jovens de faixa etária entre 10 à 18 anos.

O que  queremos é que  eles tenham uma educação alternativa especializada e que construam sua autoconfiança, que aumentem seu conhecimento,  e que sejam saons  emocionalmente e socialmente e tenham mais chances de superar suas dificuldades cognitivas.

 

 

Inspirados  na pedagogia Uerê-Mello pretendemos:

  • Aumentar a capacidade de armazenamento de informações

  • Trabalhar a inteligência emocional

  • Trabalhra a lógica

  • Estimular a confiança e a auto estima

  • Superar as dificuldades escolares devido a bloqueios na cognição

  • Estimular o aprendizado num sistema de ensino bem elaborado dividido em 12 momentos diários em sala de aula

  • Trabalhar a velocidade cerebral

  • Preparar nossos jovens para competir num mercado de trabalho cada vez mais difícil

OBJETIVO ESPECÍFICO

O principal objetivo de nossa proposta inspirados no “Projeto Uerê” é o de influenciar, de maneira positiva, as fases de transformações da infância e da adolescência de uma população exposta a conflitos constantes, com distorções ocasionadas por situações de riscos e traumas que impedem que desenvolvam suas potencialidades vitais. Traumas que podem interromper o crescimento e o desenvolvimento físico e mental e repercutir para o resto de suas vidas.

Os problemas apresentados pelas crianças que chegam a nós constituem o reflexo de um conjunto de sintomas que são a resposta psicológica e biológica diante de fatos traumáticos que modificam o seu quotidiano.

A pedagogia Uerê  é baseada primeiramente no conceito de associação da mente com a emoção, na plasticidade cerebral, na rapidez da absorção das informações com conteúdos curriculares explicados de maneira bastante simples, sistematizados e em curtos períodos em sala de aula.

Para isso, se faz necessário que nós todos educadores e voluntários entendam  o funcionamento do cérebro, para compreender as variações do aprendizado e não etiquetar crianças sãs como doentes, só porque não conseguem seguir um ritmo que lhes foi imposto.

Uma criança ou jovem traumatizado por qualquer tipo de violência vai apresentar uma disfunção dos circuitos que vai afetar toda sua parte cognitiva e emocional. É nesse nível celular que os distúrbios de aprendizagem acontecem. Um período de trauma na infância leva a um atraso e desordem na parte cognitiva humana.

A pedagogia se baseia e é focada nas dificuldades do aluno e sua compreensão dessas dificuldades, visando potencializar o cérebro no seu desenvolvimento saudável. Existe a inteligência inata, questões genéticas que pertencem ao indivíduo. Mas a inteligência sozinha não leva a um total desenvolvimento de seu potencial.

As estratégias de aprendizado são definidas com base na vida e nas emoções quotidianas das crianças, com o propósito de facilitar a compreensão. Educamos as crianças e jovens para funcionar dentro de diversas “bolhas”: casa, escola, lazer, trabalho, amizades, amor. Cada bolha é uma faceta da vida e eles aprendem a circular dentro e entre elas.

Esse é o equilíbrio da vida que tentaremos passar para nossas crianças e jovens para que se tornem pessoas mais felizes.

PÚBLICO ALVO: Crianças e jovens de 10 à 18 anos

 

DESENVOLVIMENTO

Duas vezes por semana nosencontraremos para as aulas de alfabetização ( todas as idades), aulas alternativas ( português, matemática, história , geografia, ciências, incentivo a leitura, informática, oficina de ......)

Momentos em Sala de Aula:

Oralidade em todas as aulas antes dos exercícios escritos;

Processo de aprendizagem de maneira interativa;

Divisão da classe em grupos para os exercícios orais : os grupos variarão dia-a dia. Os exercícios orais nãos só melhoram o armazenamento como irrigam melhor o cérebro ( glicose e oxigênio).

 

 Enfoque no individual e no emocional:

 

Corpo-mente

Espaço-tempo

Sujeito-objeto

 

Estratégias para melhorar o aprendizado:

Organização e aceleração da mente

Monitoramento constante;

Organização do ambiente;

Divisão do estudo em uma ordem pré-estabelecida

Momentos

A pedagogia UERÊ-MELLO é baseada no tempo em que se pode prender a atenção do aluno com armazenamento da informação com qualidade. Qualidade significa aprender e reter. No caso de criança em zonas de risco, isso é importantíssimo.

O tempo em sala de aula é dividido em 12 momentos. Todos os momentos não devem ultrapassar os 20 minutos exceto as aulas extracurriculares.

DURAÇÃO: Período  do ano letivo

 

  • c-facebook

© 2019 por Instituto Casa do Caminho Irmãos Samaritanos